A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Fórum sobre motores, starter, recoil, taxa, etc... Vale também Pipa, cotovelo, tanque...

Moderadores: pixelman, Abib, gligoco, mach, Pimpolho

Piloto Racer
Avatar do usuário
Mensagens: 379
Registrado em: 23 Jun 2006, 23:00
Localização: Porto Alegre - RS.

A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor tionono » 07 Mar 2007, 21:12

Me ligaram perguntando novamente sobre amaciamento!

Respondi para lerem no www.bynono.com.br

Não quero criar polêmica.
Amaciamento bom é aquele que o piloto/usuário do motor achar mais eficiente, econômico e duradouro e com a qual ele melhor se adaptou.
Existem N maneiras de amaciar, a que melhor funcionou para mim é a que coloquei no site (O Salven amacia(va) assim).

Não sou dono da verdade, apenas quero contribuir com os amigos.

Abraço a todos, aguardo vocês no brasileiro (www.brasileiroRC.com.br)

AMACIAMENTO PARA MOTORES DE AUTOMODELOS RTR
ADQUIRIDOS POR NOVATOS NO HOBBY.

Quanto ao amaciamento, para os automodelos RTR com recoil
MINHA ESPERIÊNCIA ATUAL É QUE DEVEMOS ESQUECER
TUDO QUE FOI ESCRITO ATÉ AGORA!!!!!
Tenho usado o método abaixo para auxiliar os novatos e
tem havido uma ótima resposta pelos motorzinhos do FW05/FW06.

Pegues o automodelo, regules a carburação dele para funcionar
RICO tanto em alta quanto em baixa.
Se ele começar a apagar, uses uma vela bem quente.
Para isto eu uso Enya 3, mas está difícil de achar. OS 3 é a alternativa.
Vá para a pista ou para uma área ampla (se estiver suja, varras a área antes),
e fiques "passeando" normalmente com teu carrinho.
Não aceleres ele muito.
Brinques com ele, sem querer fazer "peguinhas" com ninguém.
A cada 5 tanques, vás empobrecendo gradualmente a carburação.
Se não fores experiente neste acerto, peças ajuda.
Não mexas onde não tens proficiência, a fim de evitar danos.
Depois de uns 15-20 tanques poderás deixar teu modelo com a
carburação acertada para uso normal e enquanto isto terás
pego experiência em pilotar o automodelo.
Se começares a acelerar forte, troques para uma vela OS A8
e reacertes a carburação.
Para performance máxima nos GXR15, vela R5.

O amaciamento destes motorzinhos, deixando ele trabalhar frio e "lavado"
de combustível, IMHO só serve para "moer" o motorzinho.
Afinal, estes motorzinhos com recoil já vem de fábrica com uma compressão pífia.
Se você ainda tira o pouco que tem, qual será a vida útil deste motorzinho?
Aí você me diz:
_"Ah, mas o manual manda eu fazer 58 tanques tanques com o
motor trabalhando a quatro tempos".
Temos que considerar dois pontos:
1º - Qual é o grande público alvo deste modelo?
Certamente não é para "experts" no RC.
Imagine o quão feliz este novo usuário ficaria
se a fábrica instruísse como "afinar" este motorzinho "de cara",
ele errasse e o carro quebrasse.
Sem contar que novatos com carros rápidos são um perigo.
2º - Amaciando N tanques como motor frio ele certamente dura menos,
De quem é que você compra kits novos?
Não esqueça que o maior objetivo de uma corporação é o lucro.

==========================================================

AMACIAMENTO PARA MOTORES PRÓ.

Caros amigos:

Participo do hobby de modelismo há bastante tempo e meu enfoque, na maior parte do tempo, é nos
motores. Sempre tive fascinação por eles. Quando criança, juntei um monte de trocadinhos e comprei na
saudosa Hobby Brinquedos, ainda na subida da Andradas, no porão, um motorzinho diesel, que foi meu
primeiro contato com estas pequenas maravilhas. Já pratiquei aeromodelismo, automodelismo,
helimodelismo e, ultimamente, automodelismo de competição. E é surpreendente o avanço tecnológico
destes motorzinhos nos últimos quatro ou cinco anos. Citando como exemplo, há cinco anos atrás(2000), os
motores .12 “de ponta” geravam 0,65 HP a 28 – 30 mil rpm. Hoje esta mesma cilindrada (.12) consegue gerar
até quase 1.8 HP a 44.000 rpm ! Alguma coisa mudou, não? Esta introdução foi para apresentar o assunto deste
folheto, o amaciamento de motores nitro. A primeira ressalva que farei é que o escopo desta matéria se
restringe exclusivamente a motores nitro do tipo ABC (Alumínio, Bronze, Cromo). Motores com cilindro de
outros materiais, (ferro, níquel) ou motores que possuem anéis, não foram testados com a metodologia
descrita a seguir. Convencionou-se como parte de cima o ponto do cilindro mais próximo à vela e chamou-se
o ponto de movimento do pistão em que ele fica mais próximo da vela de Ponto Morto Superior – PMS ou, em
inglês, Top Dead Center – TDC . Por analogia, o ponto em que o pistão fica mais afastado da vela se chama
Ponto Morto Inferior – PMI ou, em inglês, Bottom Dead Center – BDC. Os motores do tipo ABC possuem
algumas características construtivas particulares. O seu pistão não possui anel. A vedação dos gases no
momento da explosão é feita através de folgas mínimas entre a parede do pistão e do cilindro. Porém se
estas folgas mínimas existissem em todo o curso de movimento do pistão, o arrasto criado entre a parede do
pistão e a parede do cilindro causaria um atrito tão grande que não permitiria o funcionamento do motor. Para
superar este problema, a camisa do motor é construída em formato cônico, sendo o diâmetro inferior da
camisa maior que o diâmetro superior. Os fabricantes dos motores estudam a dilatação dos materiais de
modo a fazer com que seus motores tenham um ótimo rendimento à temperatura de funcionamento normal
prevista para aquele motor. Então, à esta temperatura é calculada a folga ideal entre a camisa e o pistão
quando este está no PMS, no momento da explosão dos gases. Como a dilatação do cilindro à esta
temperatura é maior do que a dilatação do pistão, principalmente do topo do cilindro, onde ocorrem o forte
das explosões, quando o motor está frio as folgas são menores. Por isto, os motores ABC, principalmente
quando novos, são difíceis de serem “girados” próximo ao PMS. Quando vamos amaciar motores de
aeromodelos, colocamo-los em bancada, usamos uma hélice um pouco menor para diminuir a carga sobre o
motor e deixamos o motor funcionar com uma mistura “rica” (mais combustível do que o ideal). “Queimamos”
vários tanques de combustível com esta regulagem e, aos poucos, vamos fechando a agulha de alta do
combustível permitindo, assim, que o motor vá atingindo maiores rotações. A cultura do aeromodelismo, pelo
menos aqui no Brasil, é muito mais antiga do que a do automodelismo. É natural que os procedimentos
usados no aero acabassem sendo incorporados ao automodelismo. Eu mesmo utilizava a técnica de
amaciamento acima descrita para os motores que seriam utilizados em meus automodelos. Porém, num
dado momento, tentando aprimorar o amaciamento dos motores que utilizava no campeonato de Off-Road,
pois eles estavam com sua vida útil muito pequena, comecei a monitorar a temperatura dos motores durante
o amaciamento e durante o seu funcionamento normal. Os motores utilizados nos aviões atingiam 60 a 85
graus centígrados, tanto no amaciamento quanto durante o vôo. Os motores dos automodelos atingiam mais
ou menos a mesma temperatura durante o amaciamento. Porém, durante as corridas eles chegam a atingir
140 graus centígrados, ou até mais, se a lubrificação do seu combustível estiver preparada para isto.
Comecei a achar que algo não estava fechando. Sempre que amaciamos um motor, seja ele para uso em
modelos ou em veículos “de verdade”, devemos prepará-lo para a sua utilização final. Se um motor é
amaciado à 70 graus, e deixamos que ele funcione por tempo suficiente para que fique macio à esta
temperatura, quando ele for colocado num automodelo e atingir, digamos, 120 graus, a folga entre o pistão e
o topo do cilindro será maior do que a desejável. Isto sem contar o tremendo stress que o pino do pistão e a
biela estarão sofrendo enquanto estivermos amaciando o motor à temperaturas mais baixas e com folgas
menores. Relembremos que, se o motor não está atingindo a sua temperatura normal de funcionamento
durante o amaciamento, principalmente se você deixá-lo funcionar tão rico que ele trabalhe em “quatro
tempos”, ele estará sofrendo uma forte “pancada” no PMS e estará “moendo” o topo do pistão. A biela
também estará sendo sacrificada. Pareceu-me lógico que se amaciasse o motor num ambiente o mais
próximo possível daquele que seria o ambiente usual do motor. Se você usa o motor sem exigir muito dele e
apenas como um modelo para uso SPORT, onde a temperatura gira por volta dos 105 graus centígrados,
amacie-o à esta temperatura. Se você está envolvido em competições, onde não é raro os motores
trabalharem a 120 graus centígrados ou mais, amacie-os a esta temperatura. E atinja esta temperatura
rapidamente. Desenvolvemos, então, uma técnica que se resume em ligar e manter o motor o mais rápido e o
mais próximo possível de sua temperatura usual de funcionamento.
_ Não use bancadas para amaciar o motor.
_ Coloque o motor no modelo, com volante, embreagem, folgas ajustadas, ou seja, pronto para ser
utilizado normalmente;
_ Coloque combustível no tanque e faça-o chegar ao carburador;
_ Coloque o volante do motor em sua posição mais “horária” mas que esteja com movimento livre.
Isto deve ser feito para que a caixa de partida consiga “embalar” o volante antes dele chegar no PMS;
_ Utilizando um soprador térmico ou mesmo o secador de cabelos emprestado de sua cara metade, aqueça
bastante o cabeçote do motor. Isto permitirá que o mesmo “vire” com mais facilidade. Consegue-se deixar o
cabeçote a 90 graus centígrados com um secador de cabelos potente.
_ Conecte o aquecedor à vela
_ Levante um eixo de rodas (geralmente as dianteiras) da caixa de partida, empurre o outro eixo para baixo
para ligar o motor da caixa de partida, deixe-o “embalar” e baixe rapidamente o eixo que estava levantado,
fazendo contato entre o volante do motor e a roda de borracha da caixa de partida. Se o volante virar meia
volta e “trancar” o pistão no PMS, volte o volante no sentido horário com uma chave de fendas até deixá-lo
livre novamente. Repita este processo tantas vezes quantas forem necessárias para ligar o motor (Com o
tempo, se pega prática);
_ Quando o motor conseguir ligar, acerte sua alta para funcionar com bastante combustível (rico),
mas sem deixá-lo funcionando em quatro tempos.
É suficiente apenas que você, ao colocar o modelo no chão para andar, não consiga afiná-lo”;
_ Ande normalmente com o modelo. Não o leve ao limite de rotações.
Monitore a temperatura máxima, que deverá ficar entre 85 e 120 graus centígrados;
_ Quando ele atingir esta temperatura, desligue o motor segurando o volante com a sola de seu calçado
ou com o cabo plástico de uma chave de fenda (a melhor maneira de desligar um motor).
Leve o pistão ao Ponto Morto Inferior (PMI) e deixe o motor esfriar completamente.
_ Repita este ciclo por umas oito a dez vezes. O motor deverá continuar oferecendo
certa resistência à rotação do volante com a mão, mas aos poucos, dará partida mais facilmente. Estes ciclos
de quente/frio também são saudáveis ao motor;
_ Você pode, agora, começar a deixar a mistura combustível/comburente mais pobre, aproximando-a do ideal de utilização.
_ O importante é entender a idéia do amaciamento.
Deve-se fazer com que o motor atinja rapidamente a temperatura normal de funcionamento sem excesso de rotações e estando plenamente lubrificado.
_ Você deve então começar a "brincar" com seu motor, aumentando progressivamente a exigência de performance que faz sobre o mesmo.
Para saber se ele está com uma boa lubrificação, deve observar se ele vai do início ao fim da maior reta de sua pista
soltando uma saudável "fumacinha azul" pela saída da pipa.

Não tenha vergonha de pedir ajuda. Se você não está confiante, peça ajuda para algum de seus colegas de hobby,
preferencialmente alguém com reconhecida proficiência em motores glow.


Conversando com colegas de hobby, fui questionado porque esta maneira de amaciar os motorzinhos, se
correta, já não estava sendo usada há mais tempo. Não soube responder, mas fui à luta e procurei na Internet.
Verifiquei que esta maneira “nova” de amaciamento não é tão nova assim. Encontrei sites que ensinam a
fazer o amaciamento de uma maneira bem parecida. Inclusive a idéia de deixar o motor esfriar
completamente entre cada ligada foi tirada de um destes sites.

Por enquanto, era isto.

Bom proveito e longa vida para seu novo motorzinho.


Tio Nonô.

Piloto Advanced
Avatar do usuário
Mensagens: 810
Registrado em: 12 Ago 2006, 23:00
Localização: Rio de Janeiro

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor cariocap » 07 Mar 2007, 22:11

Amaciamento bom é aquele que está no manual.
Ninguem melhor do que o fabricante pra saber como fazer.

Essa é a minha opinião.

Abraço,
Cariocap


Traxxas Revo 3.3 / Traxxas Rustler XL-5 Electric
Ofna Ultra MBX Comp / Ofna-Hobao Hyper 8 Pro

 Revo 3.3/Ofna MBX/Hyper 8 Pro      TRX 3.3/Ofna .26/STS 21T MKII      Traxxas TQ3 / DX 3.0      Traxxas 20%      Traxxas / Ofna      Proline Maxx Bow Tie      RB Racing - Via Parque - RJ

Piloto Advanced
Avatar do usuário
Mensagens: 662
Registrado em: 30 Abr 2006, 23:00
Localização: São Paulo - SP

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor Mugen_Rossi » 07 Mar 2007, 23:06

to com Tio Nono, amaciamento totalmente inteligente e eficaz!!!




 Mugen Seiki - MTX4      Nova Rossi PLUS 3-SCT      Sanwa      Byron      Stratus 3.1      Jaco/Alpha Rc

Piloto Racer
Avatar do usuário
Mensagens: 379
Registrado em: 23 Jun 2006, 23:00
Localização: Porto Alegre - RS.

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor tionono » 08 Mar 2007, 15:53

cariocap escreveu:Amaciamento bom é aquele que está no manual.
Ninguem melhor do que o fabricante pra saber como fazer.

Essa é a minha opinião.

Abraço,
Cariocap


Boa tarde, Carioca, tudo bem?

Concordo em parte com tua assertiva.
Você deve ter em mente que o fabricante é um dos maiores
interessados no rendimento e durabilidade de seu motor.
Mas você também deve ter em mente que o fabricante,
no momento que está preparando um manual,
leva em consideração que aquele seu motor poderá (e será)
usado por pessoas com diferentes níveis técnicos e de conhecimento.
Que estes usuários estarão em diferentes lugares, climas, altitudes.
Que estes usuários estarão utilizando combustíveis das mais diversas
procedências, com os mais variados percentuais de nitro e óleos.
Você deve concordar então que, ao levar em conta todas estas variáveis,
o fabricante acaba adotando um modo de amaciamento que seja também
mais seguro para o motor não quebrar durante o amaciamento
e que seja mais tolerante à falhas.
E eles estão certos.
Entretanto, este modo indicado não é sempre o que retira um melhor
desempenho final do motor.
Se fosse, os pilotos de fábrica amaciariam seus motores conforme
as instruções do manual.
E isto não ocorre. Eu vi pessoalmente, durante o mundial de 2004.

Como resumo de tudo, se você quer segurança,
certamente deve seguir o amaciamento "de manual".
Senão, há métodos que geram mais cavalaria.
(E mais "perigosos", com relação à durabilidade).

Um paralelo que se pode traçar à isto são as posições de agulha
do carburador. As especificações de fábrica te dão segurança.
Agora peça para olhar as posições de agulha de um piloto "de ponta"
e veja se elas estão sequer parecidas com as recomendações originais.

Minha humilde opinião.

Abraço.

Tio Nonô
Editado pela última vez por tionono em 17 Set 2008, 19:35, em um total de 1 vez.

Piloto Advanced
Avatar do usuário
Mensagens: 810
Registrado em: 12 Ago 2006, 23:00
Localização: Rio de Janeiro

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor cariocap » 08 Mar 2007, 20:44

Tio Nonô,

Obrigado pelas explicações.

Não estou dizendo que esse ou outro método qualquer seja errado, apenas prefiro ficar no lado "seguro" como vc mesmo disse.

Sou um usuário comum e não participo de campeonatos e etc, portanto, o método seguro é o meu preferido.

Abraço,
Abel.


Traxxas Revo 3.3 / Traxxas Rustler XL-5 Electric
Ofna Ultra MBX Comp / Ofna-Hobao Hyper 8 Pro

 Revo 3.3/Ofna MBX/Hyper 8 Pro      TRX 3.3/Ofna .26/STS 21T MKII      Traxxas TQ3 / DX 3.0      Traxxas 20%      Traxxas / Ofna      Proline Maxx Bow Tie      RB Racing - Via Parque - RJ

Piloto Racer
Avatar do usuário
Mensagens: 379
Registrado em: 23 Jun 2006, 23:00
Localização: Porto Alegre - RS.

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor tionono » 12 Mar 2007, 19:45

Boa tarde Abel

Certo, fico feliz por ter podido ser útil.

Abraço
.


Tio Nonô
Organização Brasileiro RC On 2007
Rio Grande do Sul
Editado pela última vez por tionono em 22 Mai 2009, 20:34, em um total de 1 vez.

Moderador
Avatar do usuário
Mensagens: 2043
Registrado em: 14 Jun 2005, 23:00
Localização: Japan

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor seithan » 12 Mar 2007, 22:15

gostei da frase: o fabricante é um dos maiores
interessados no rendimento e durabilidade de seu motor.

eheheh faz todo o sentido..

seithan....


Acessoria tecnica em RC em geral. Especializado em marcas Kyosho/Mugen/O.S.Engines

RC Number1

Imagem

Piloto Advanced
Avatar do usuário
Mensagens: 638
Registrado em: 23 Fev 2006, 22:00
Localização: São Bernardo do Campo

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor surfista » 13 Mar 2007, 02:19

tio nono,

li seu artigo, e achei bastante interessante, e tbém tirei uma dúvida q sempre tive, por q amaciar a 80 - 90 graus e depois rodar a 120 graus, o ideal então é amaciar na temperatura q se vai rodar...faz sentido.




 TRF416X      SpeedPassion      3PM FM Fasst      Lipo      LTC-R      AlphaRC      AARC do ABC

Piloto Iniciante
Avatar do usuário
Mensagens: 92
Registrado em: 08 Mar 2006, 22:00
Localização: São Bernardo do Campo/SP

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor Traci » 13 Mar 2007, 09:53

tio nono,

Parabéns pelo artigo.

Eu fiquei com um pouco de medo durante o amaciamento do meu Novarossi Plus, mas resolvi arriscar (não tinha lido o seu artigo antes)....

Este motor é muito travado e eu já havia rodado alguns tanques na bancada, muito gordo, e o motor parecia pior do que antes, não soltava de jeito nenhum.... aí resolvi afinar um pouco e aumentar a rotação para que ele rodasse com a temperatura mais alta e assim mais solto....conclusão, o amaciamento mesmo foi feito a uns 115ºC e o motor hoje está um canhão rodando sempre nesta temperatura com uma lenta muito boa e uma regulagem de baixa que eu nunca havia conseguido em outros motores....

Com certeza nos próximos vou utilizar este método, mas agora com mais "firmeza" por saber que não é uma loucura amaciar na faixa de temperatura de funcionamento, pois realmente fica muito bom, e claro faz todo sentido!!!

Mais uma vez parabéns pela contribuição, e aos que ainda tem dúvidas posso dizer com certeza que fica muito bom....

Um grande abraço,
André.




 KM H-K1      Flash 12      TBD      TBD      TBD      TBD      AARC do ABC

Piloto Racer
Avatar do usuário
Mensagens: 379
Registrado em: 23 Jun 2006, 23:00
Localização: Porto Alegre - RS.

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor tionono » 20 Mar 2007, 15:44

Amigos, complementando:

Antes que me perguntem variantes do amaciamento, gostaria de acrescentar alguns detalhes.
Alguns pilotos "profi", que não tem problema de sacrificar o motor no amaciamento (Tipo o Colari, tão em moda em épocas de mundial 1/8 ) usam fazer o início do amaciamento em bancada e com o motor gordo. Assim fazendo, eles "compactam" o pistão do motor e fazem o amaciamento mais rapidamente.
Funciona também.
Problema?
O conjunto pistão/camisa tem vida útil curta. Mas eles não se importam de gastar Us$800,00. Eu me importo. Principalmente com imposto beirando 100%.

Por isto o piloto, ao fazer o amaciamento, também deve levar em consideração a situação do momento.
Tendo tempo, faça o que você considerar ideal.
Mas imagine você antes duma final estadual e tendo, por qualquer motivo, que colocar um motor novo no carro.
Amacia ele gordo, com hélice, "senta a pua" nele frio, amacia "na marra" e azar é do goleiro.
Mas isto é uma excessão, você faz sabendo que o motor irá durar menos mas que poderá usar o motor na corrida.

Pensamento seletivo, adaptar-se à situação, usar conhecimento.
Tudo deve ser levado em consideração no momento do amaciamento.

Era isto.
Tio Nonô.
Editado pela última vez por tionono em 22 Mai 2009, 20:38, em um total de 1 vez.

Piloto Racer
Avatar do usuário
Mensagens: 432
Registrado em: 22 Jun 2005, 23:00
Localização: São Paulo

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor SalvadoriRacing » 20 Mar 2007, 20:50

so ressaltando que na bancada com helice (quando feito direito) o motor gira a 100 graus e não frio, portanto não há compatação de parte nenhuma......

isso só é feito pq com helice se roda quente e a no maximo 20000rpm, o que é impossivel no carro, não se vira em 100ºC abaixo dessa rotação rodando direto na pista.........

tambem não torna o processo mais rapido, se quiser um motor pronto da helice direto pra pista não se consegue com menos de umas 2~3 horas, caos contrario tem que rodar mais uns 45~60 minutos na pista ainda gordo........


www.salvadoriracing.com.br

NOVAROSSI - KM RACING - ARC - LRP ELECTRONIC - SAVOX SERVO - SALVADORI RACING PARTS

 KM RACING - ARC R10      NOVAROSSI      SANWA      LRP      CONTACT - LRP

Piloto Racer
Avatar do usuário
Mensagens: 379
Registrado em: 23 Jun 2006, 23:00
Localização: Porto Alegre - RS.

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor tionono » 21 Mar 2007, 15:57

SalvadoriRacing escreveu:so ressaltando que na bancada com helice (quando feito direito) o motor gira a 100 graus e não frio, portanto não há compatação de parte nenhuma......

isso só é feito pq com helice se roda quente e a no maximo 20000rpm, o que é impossivel no carro, não se vira em 100ºC abaixo dessa rotação rodando direto na pista.........

tambem não torna o processo mais rapido, se quiser um motor pronto da helice direto pra pista não se consegue com menos de umas 2~3 horas, caos contrario tem que rodar mais uns 45~60 minutos na pista ainda gordo........


Certamente, César.

Mas para conseguires esta temperatura, é necessário "fechar" as aletas do motor ou usar um cabeçote com menos aletas(ou até só com a espoleta, no inverno). A gente está acostumado a ficar montando/desmontando o motor e a ficar trocando cabeçotes para acerto fino de temperatura. Eu chego a desmontar meus motores novos e nunca ligados para passá-los no ultrassom. É comum motores zero virem sujos e com poeira da usinagem neles.
Mas muitos hobbystas não querem se envolver com estes procedimentos e procuram nunca mexer ou abrir os motores.
E motores completos, com cabeçotes normais, amaciados em bancada e com a hélice soprando neles, para atingirem 100 graus tem que rodar muito "finos", o que não é bom para a saúde dele. Já fiz um monitoramento disto com termometros acoplados ao motor e a temperatura não sobe num motor completo e "gordo".

Mas certamente também é possível amaciar em bancada mantendo a temperatura sob controle. Mas é mais difícil e precisa ter mais "know-how" de como fazer isto.

Abraço e te espero no brasileiro, aqui em Porto Alegre.


Nonô
Editado pela última vez por tionono em 22 Mai 2009, 20:41, em um total de 1 vez.

 
Mensagens: 10
Registrado em: 12 Nov 2006, 21:00

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor branco » 21 Mar 2007, 22:32

Lendo a sua metodologia de amaciamento surgiu uma dúvida, o q de fato significa o motor funcionar em 4 tempos?

Valeu.


Luciano

 720      ZX-12      3PM      Traxxas 20%      Linx      Jaco      AARCdoABC

Piloto Advanced
Avatar do usuário
Mensagens: 1135
Registrado em: 25 Set 2006, 23:00
Localização: Porto Alegre

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor Birk » 21 Mar 2007, 22:45

nono voce é de porto alegre certo ?

desculpe fugir do assunto mas eu queria saber se voce pode me dizer algumas lojas de modelismo aqui em POA.

fica ruim sempre que estraga uma pecinha, encomendar de sao paulo e outras cidades.

obrigado e abraços

Piloto Racer
Avatar do usuário
Mensagens: 432
Registrado em: 22 Jun 2005, 23:00
Localização: São Paulo

Re: A M A C I A M E N T O - Novamente ???? NÃÃÃÃOOOO !!!!

Mensagempor SalvadoriRacing » 21 Mar 2007, 23:13

tionono escreveu:
SalvadoriRacing escreveu:so ressaltando que na bancada com helice (quando feito direito) o motor gira a 100 graus e não frio, portanto não há compatação de parte nenhuma......

isso só é feito pq com helice se roda quente e a no maximo 20000rpm, o que é impossivel no carro, não se vira em 100ºC abaixo dessa rotação rodando direto na pista.........

tambem não torna o processo mais rapido, se quiser um motor pronto da helice direto pra pista não se consegue com menos de umas 2~3 horas, caos contrario tem que rodar mais uns 45~60 minutos na pista ainda gordo........


Certamente, César.

Mas para conseguires esta temperatura, é necessário "fechar" as aletas do motor ou usar um cabeçote com menos aletas(ou até só com a espoleta, no inverno). A gente está acostumado a ficar montando/desmontando o motor e a ficar trocando cabeçotes para acerto fino de temperatura. Eu chego a desmontar meus motores novos e nunca ligados para passá-los no ultrassom. É comum motores zero virem sujos e com poeira da usinagem neles.
Mas muitos hobbystas não querem se envolver com estes procedimentos e procuram nunca mexer ou abrir os motores.
E motores completos, com cabeçotes normais, amaciados em bancada e com a hélice soprando neles, para atingirem 100 graus tem que rodar muito "finos", o que não é bom para a saúde dele. Já fiz um monitoramento disto com termometros acoplados ao motor e a temperatura não sobe num motor completo e "gordo".

Mas certamente também é possível amaciar em bancada mantendo a temperatura sob controle. Mas é mais difícil e precisa ter mais "know-how" de como fazer isto.

Abraço e te espero no brasileiro, aqui em Porto Alegre.

A ficha de inscrição já está disponível no
www.brasileiroRC.com.br

Nonô


exato, é com o cabeçote fechado, mas muito gordo, gordo o bastante para que na pista o carro não tenha força pra andar mais rapido do que um sujeito a pé...........

fica quase 1 volta mais aberto que o ajuste de fábrica, senão vira a 40,000rpm além do meu banquinho sair voando a hélice quebra huauhahahuahuhauhuahuahahuha


www.salvadoriracing.com.br

NOVAROSSI - KM RACING - ARC - LRP ELECTRONIC - SAVOX SERVO - SALVADORI RACING PARTS

 KM RACING - ARC R10      NOVAROSSI      SANWA      LRP      CONTACT - LRP

Próximo

Voltar para Motor

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante